Publicidade

Estado de Minas

Presidente do TST reivindica direito à posse


postado em 21/02/2011 16:00

O presidente eleito do Tribunal Superior do Trabalho (TST), João Oreste Dalazen, entrou ontem com um mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF) em que pede a anulação da decisão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que suspendeu sua posse, marcada para 2 de março. O CNJ vai analisar a legalidade da eleição de Dalazen, contestada pela Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho. A associação cita a Lei Orgânica da Magistratura, regra que proíbe os juí zes de exercerem por mais de quatro anos seguidos cargos em direção. Dalazen foi corregedor do TST por dois anos e exerce a Vice-Presidência desde 2009.

  • Tags
  • #
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade