Publicidade

Estado de Minas

Ministro da Previdência diz que novas mudanças virão depois da Funpresp


postado em 28/03/2012 20:51

O ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves, disse nesta quarta-feira (28/3) que a aprovação do projeto que cria a Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal (Funpresp) será a primeira das mudanças na Previdência Social e que outras virão.

As novas fundações cuidarão da previdência complementar dos servidores dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário e serão responsáveis por garantir a aposentadoria dos servidores federais com valor integral do salário da ativa.

“Nós vamos ter de fazer outras coisas, naturalmente autorizadas pela presidenta da República, que a previdência precisa ainda de mudanças. Não deve parar por aqui. Há outras distorções que precisam ser corrigidas”, disse Garibaldi Alves. O ministro, no entanto, não adiantou quais serão as próximas mudanças, mas disse que haverá um calendário a cumprir.

Garibaldi esteve no Senado acompanhando a votação do projeto e presenciou protestos de sindicalistas e servidores que estão na ativa. Para o ministro, a criação da Funpresp vai evitar que o país passe por problemas que a Europa enfrenta, em um momento que passa por dificuldades econômicas.

“Vai resolver [o déficit da previdência] no longo prazo, vai estancar uma sangria insuportável. Vai nos tornar distante da situação que vive hoje, por exemplo, o velho mundo, que é obrigado a cortar benefícios porque a Previdência não se tornou sustentável ao longo do tempo, nem o Tesouro conseguiu mais cobrir os déficits”, disse Garibaldi. Ele lembrou ainda que os funcionários que estão na ativa não serão atingidos pelas mudanças.

Para garantir a boa administração das novas fundações, o ministro disse que o governo irá fortalecer a Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc) – autarquia responsável pela fiscalização do setor.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade