Publicidade

Estado de Minas

Escolha de Afif é estratégia para fortalecer laços do PSD com o Planalto

O Vice-governador de São Paulo aceitou o convite presidencial para chefiar a Secretaria da Micro e Pequena Empresa. Ele será o 39º ministro de Dilma


postado em 07/05/2013 07:57

Dilma participa de evento em São Paulo: elogios a Afif antes da confirmação de que ele virá para a Esplanada(foto: Roberto Stuckert Filho/PR)
Dilma participa de evento em São Paulo: elogios a Afif antes da confirmação de que ele virá para a Esplanada (foto: Roberto Stuckert Filho/PR)

Mais de um mês depois de publicada a lei que criou a Secretaria da Micro e Pequena Empresa, o 39º ministério do governo federal finalmente terá um titular. A presidente Dilma Rousseff oficializou ontem o nome do vice-governador de São Paulo, Guilherme Afif Domingos (PSD), para comandar a pasta. Historicamente identificado com partidos de oposição ao PT, Afif deixou o DEM em 2011 para participar, ao lado do ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab, da fundação do PSD. A nomeação deve pavimentar a adesão, mesmo que informal, da legenda à base do governo Dilma.

Leia mais notícias em Política

O anúncio de Afif como novo ministro da Secretaria da Micro e Pequena Empresa foi precedido por afagos de Dilma ao político. Ontem pela manhã, durante discurso ao participar da posse de Rogério Amato como presidente da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), a presidente citou Afif como o responsável por colocar as empresas de pequeno porte na agenda do governo federal.



Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade