Publicidade

Estado de Minas

Planalto vetará a emenda "Tio Patinhas" da MP dos Portos

Ministra confirma que Dilma modificará a parte do texto que torna facultativa a prorrogação dos contratos antigos. Outros quatro pontos ainda serão analisados


postado em 18/05/2013 06:01

Ideli negocia com deputados. Texto aprovado no Congresso será mudado porque não se pode ter
Ideli negocia com deputados. Texto aprovado no Congresso será mudado porque não se pode ter "terminais de grãos ao lado de terminais de líquidos" (foto: Carlos Moura/CB/D.A Press - 13/5/13)


Pivô dos mais calorosos debates durante as sessões de votação da Medida Provisória dos Portos na Câmara, a emenda aglutinativa número 30, que ficou conhecida como “Tio Patinhas”, será vetada pela presidente Dilma Rousseff. A decisão, que só vai ser anunciada nos próximos 15 dias, foi confirmada ontem por interlocutores do Palácio do Planalto. O veto presidencial deve acentuar ainda mais a crise entre o PT e o PMDB, evidenciada nos últimos dias.

Outros pontos do novo marco regulatório para modernização dos portos brasileiros, por meio da diminuição dos custos e melhorias na logística, também estão em análise pelo Planalto. Ontem, a ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, afirmou, durante encontro com prefeitos do Paraná, que é necessária uma adequação. “Nós temos alguns pontos que não tiveram acordo. Aliás, são poucos, e, é claro que agora a presidente terá a prerrogativa de avaliar, analisar e sancionar ou vetar”, salientou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade