Publicidade

Estado de Minas

Dilma recebe presidente da CNM um dia após discurso na Marcha dos Prefeitos

Ao chegar ao Palácio do Planalto para o encontro, Ziulkoski disse que a expectativa é aprofundar com a presidente o diálogo e a parceira dos municípios com o governo


postado em 11/07/2013 13:58

Um dia após participar da 16° Marcha dos Prefeitos e encerrar o discurso entre aplausos e vaias, a presidente Dilma Rousseff convidou para uma reunião o presidente da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski. Ao chegar ao Palácio do Planalto para o encontro, Ziulkoski disse que a expectativa é aprofundar com a presidente o diálogo e a parceira dos municípios com o governo.

Na quarta-feira (10/7), a presidente anunciou aos prefeitos R$ 3 bilhões para custeio de serviços públicos. Enquanto discursava, Dilma ouviu pedidos dos prefeitos para que se pronunciasse sobre o Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Um dos itens da pauta do encontro era a reivindicação de aumento entre 1% e 2% no FPM. A presidente encerrou o discurso sem tocar no assunto, o que desagradou os prefeitos.

Leia mais notícias em Política

Mais tarde, a ministra da Secretaria de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, detalhou à imprensa que o repasse emergencial de R$ 3 bilhões aos municípios corresponde a 1% do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Na avaliação de Paulo Ziulkoski, faltou entendimento dos prefeitos presentes sobre o que foi anunciado pelo governo e avaliou que a 16ª Marcha dos Prefeitos foi a edição em que houve o maior número de anúncios em termos concretos.

"Sempre digo que temos conseguido avanços e isso ameniza a crise, que é muito séria e profunda. A presidente, quando nos convida para esse encontro, acredito que é no bom sentido, recebemos com muita humildade e até agradecendo ao governo por estar tendo esse entendimento de que, embora com tudo que tenha havido lá [na marcha], a presidente está nos convidando para continuar esse diálogo”, completou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade