Publicidade

Estado de Minas

Manifestantes fazem ato em frente a casa de Renan Calheiros

Cerca de 20 jovens se reúnem na Península dos ministros para pedir pela renúncia do senador


postado em 17/08/2013 16:48 / atualizado em 17/08/2013 17:16

Homens da PMDF e da Polícia do Senado fazem a segurança(foto: Breno Fortes/CB/DA Press)
Homens da PMDF e da Polícia do Senado fazem a segurança (foto: Breno Fortes/CB/DA Press)


Manifestantes se reuniram na tarde deste sábado (17) em frente à casa do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), para pedir a renúncia do parlamentar. Homens da Polícia Militar do Distrito Federal e da Polícia do Senado fazem a segurança do local. Um cerco foi feito próximo à residência, que fica na Península dos ministros, no Lago Sul, impedindo a aproximação dos ativistas. Os jovens, alguns deles encapuzados, foram revistados e liberados pelos policiais. Um deles montou uma barraca e promete passar a noite na rua do parlamentar.

Sem conseguir ter acesso a casa, cerca de 20 ativistas partiram, então, em direção a uma outra localidade que seria a residência do também senador José Sarney (PMDB-AP), onde permaneceram durante uma hora. Depois retornaram para a frente da residência de Calheiros, onde sentaram no chão da rua, impedindo os carros de transitarem. O ato, organizado em páginas das redes sociais, teve 1,2 mil presenças confirmadas e também promete derrubar o site do senador. No entanto, até a publicação desta matéria, a página estava no ar.

Manifestação foi organizada em páginas de redes sociais(foto: Breno Fortes/CB/DA Press)
Manifestação foi organizada em páginas de redes sociais (foto: Breno Fortes/CB/DA Press)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade