Publicidade

Estado de Minas

Recém empossado, Arthur Chioro é exonerado do Ministério da Saúde

Chioro foi exonerado para tomar posse como professor da faculdade de medicina da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)


postado em 21/02/2014 07:31 / atualizado em 21/02/2014 11:08

(foto: Fabio Rodrigues Pozzebom /Agênci)
(foto: Fabio Rodrigues Pozzebom /Agênci)

A exoneração do ministro da Saúde Arthur Chioro foi publicada no Diário Oficial da União nesta sexta-feira (21/2). Chioro, 50 anos, era secretário de Saúde de São Bernardo do Campo (SP) e tomou posse no início deste mês.  A presidente Dilma Rousseff nomeou o secretário de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, Mozart Júlio Tabosa Sales para exercer, interinamente, o cargo de ministro.

Leia mais notícias em Política

O Ministério da Saúde divulgou uma nota esclarecendo que Chioro, pediu exoneração temporariamente do cargo para tomar posse como professor da Universidade Federal de São Paulo nesta sexta-feira. Após a posse, Chioro se licenciará da função como professor para tomar posse novamente no cargo de ministro da Saúde. A previsão do Ministério é que ele seja nomeado novamente ainda nesta sexta-feira em uma edição extra do Diário Oficial da União.

Investigação
Arthur Chioro é alvo de um inquérito civil público instaurado pelo Ministério Público de São Paulo por manter contratos de consultoria com várias prefeituras, incluindo gestões do PT, enquanto comandava a secretaria municipal. Numa tentativa de resolver o conflito de interesse, ele colocou a mulher, Roseli Regis dos Reis, como nova dona da empresa. Chioro transferiu 98% das cotas para a esposa.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade