Publicidade

Correio Braziliense

Vídeo: Doria é recebido com chuva de ovos em Salvador

Poucas horas depois de encontrar-se com o presidente Michel Temer em São Paulo, o tucano foi para a Bahia, onde receberia o título de cidadão soteropolitano


postado em 07/08/2017 22:16 / atualizado em 07/08/2017 22:17

(foto: Reprodução)
(foto: Reprodução)

 
O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), foi recebido com uma chuva de ovos enquanto ao participava de um evento na Câmara Municipal, no centro da cidade de Salvador, próximo ao Elevador Lacerda, um dos principais pontos turísticos da capital baiana. O protesto ocorreu nesta segunda-feira (8/8).
 

Poucas horas depois de encontrar-se com o presidente Michel Temer em São Paulo, o tucano foi para a Bahia, onde receberia o título de cidadão soteropolitano. Ao chegar no local, contudo, foi hostilizado por um grupo de manifestantes. Em vídeos compartilhados nas redes sociais, é possível ver que ao menos um ovo atingiu, com força, a cabeça de Doria.
 
 
 
Logo após o episódio, o prefeito de SP usou a internet, como costuma fazer, para manifestar seu repúdio à atitude dos manifestantes. O prefeito creditou o ataque ao PT e à esquerda brasileira. "Olha aí, pessoal, o que é a intolerância do PT, dos partidos de esquerda", disse o peessedebista em um vídeo.
 
"Não é esse o caminho do Brasil. Não é esse o caminho que nós desejamos para o nosso país. Esse é o caminho do Lula, esse é o caminho do PT, das esquerdas, que querem isso: a intransigência, a agressividade e a tentativa de amedrontar e intimidar. A mim não intimidam. Vá pra Venzuela os esqueridatas que querem o mal do Brasil vão lá defender o Maduro, jogar ovo lá na Venezuela. Aqui no Brasil valem os brasileiros e vale a nossa bandeira", completou.
 
 
 
Vale lembrar que Doria não é o primeiro tucano atingido por ovos. Em 2000, enquanto era ministro da Saúde do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o hoje senador José Serra (PSDB-SP) foi alvo de ataques desse tipo duas vezes em 13 dias. Dez anos depois, como candidato à Presidência, Serra chegou a ser levado para o hospital após ser atingido por uma bolinha de papel no Rio de Janeiro.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade