Publicidade

Correio Braziliense

Temer: críticas sobre conversas entre Poderes são desmoralizantes

Embora não tenha citado nomes, o discurso de Temer foi um claro posicionamento às críticas que sofre sobre encontros com o ministro Gilmar Mendes (STF)


postado em 18/12/2017 16:13

Michel Temer se encontrou o ministro Gilmar Mendes no Palácio do Planalto no domingo (17/12).(foto: AFP / Sergio Lima)
Michel Temer se encontrou o ministro Gilmar Mendes no Palácio do Planalto no domingo (17/12). (foto: AFP / Sergio Lima)

 
O presidente da República, Michel Temer, não deixou passar batidas as críticas e especulações sofridas por encontros com representantes do Judiciário. Em almoço de promoção de oficiais-generais das Forças Armadas nesta segunda-feira (18/12), ele classificou tais desaprovações como "desmoralizante". E destacou, ainda, que membros do poder que são influenciáveis não se “prestam ao cargo que exercem”.
 
 
Para o peemedebista, é natural ter preocupação no trato aos poderes. “E digo isto aos senhores e senhoras, que, se alguém do Executivo fala com alguém do Judiciário, já gera especulação. O que é desmoralizante para quem ouve. Se eu falo com alguém do Judiciário e sou capaz de influenciá-lo, como mudar de opinião pessoal, é porque não se presta para o cargo que exerce”, disse. 
 
Embora não tenha citado nomes, o discurso de Temer foi um claro posicionamento às críticas que sofre sobre encontros com o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF). No domingo (17/12), por exemplo, os dois se encontraram no Palácio da Alvorada, antes do peemedebista receber o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade