Publicidade

Correio Braziliense

Retrospectiva: relembre os principais fatos políticos de 2017

Ano foi marcado por episódios inéditos ou de grandes proporções, como a primeira denúncia criminal contra um presidente no exercício da função e os R$ 51 milhões em espécie encontrados em um apartamento


postado em 24/12/2017 11:00 / atualizado em 23/12/2017 15:28

Dois mil e dezessete foi um ano megalomaníaco para a política brasileira. Tudo o que aconteceu parece ter sido em proporções gigantescas ou de maneira inédita. Foi a primeira vez, por exemplo, que um presidente foi denunciado criminalmente no exercício da função. Duas vezes. Nas duas vezes, porém, as investigações acabaram barradas pela Câmara dos Deputados. Foi também a primeira vez, desde a promulgação da Constituição de 1998, que um ex-presidente foi condenado por um crime. Mais de um, na verdade.

 

Leia as últimas notícias de Política 

 

Alguns episódios, inclusive, parecem obras ficcionais. Um deles foi o dos R$ 51 milhões em espécie apreendidos pela Polícia Federal em um apartamento. Mesmo com o uso de máquinas, foram necessárias 14 horas só para contar as cédulas. Isso sem contar um esquema para adulterar carnes, o palhaço parlamentar que se disse envergonhado de seus colegas da Casa e o apresentador de TV que abdicou da disputa pela Presidência da República. Por falar na corrida pelo Planalto... 2018 está logo aí, trazendo com ele as eleições gerais. Enquanto o ano-novo e o pleito não chegam, que tal relembrar os fatos políticos mais marcantes de 2017?

Ver galeria . 23 Fotos 20/1 - Relator da Lava-Jato no STF, Teori Zavascki morre em acidente aéreo. Ministro estava a bordo de uma aeronave que saiu do Campo de Marte, na capital paulista, com destino a Paraty (RJ). O avião caiu no litoral sul do Rio de Janeiro, próximo à Ilha Rasa, a 2km da cabeceira da pista do aeroporto. Posteriormente, sua cadeira no STF foi ocupada por Alexandre de Moraes. Já a relatoria da Lava-Jato ficou a cargo do ministro Edson Fachin.AFP/Andressa Anholete e Almir Lima/Agência Estado
20/1 - Relator da Lava-Jato no STF, Teori Zavascki morre em acidente aéreo. Ministro estava a bordo de uma aeronave que saiu do Campo de Marte, na capital paulista, com destino a Paraty (RJ). O avião caiu no litoral sul do Rio de Janeiro, próximo à Ilha Rasa, a 2km da cabeceira da pista do aeroporto. Posteriormente, sua cadeira no STF foi ocupada por Alexandre de Moraes. Já a relatoria da Lava-Jato ficou a cargo do ministro Edson Fachin. (foto: AFP/Andressa Anholete e Almir Lima/Agência Estado )

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade