Publicidade

Correio Braziliense

Rodrigo Janot depõe como testemunha na PF em inquérito sobre caso JBS

Polícia Federal apura se acusados interferiram no trabalho do Supremo Tribunal Federal


postado em 15/01/2018 12:03

O ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot depõe, nesta segunda-feira (15), na Polícia Federal. Ele foi convocado como testemunha de um inquérito que investiga declarações dos executivos Ricardo Saud e Joesley Batista sobre uma suposta interferência no Supremo Tribunal Federal (STF).
 

Em uma gravação entregue pela defesa de Joesley ao Supremo, o executivo fala em "ter influência"sobre ministros da Corte. Na época em que estava à frente do MPF, Janot afirmou em uma coletiva de imprensa que havia suspeitas de que investigados tinham acesso aos ministros e funcionários do STF.

As declarações foram feitas durante os últimos dias de mandato do procurador. O caso ainda está sob investigação e, caso algum fato concreto ou indício seja encontrado, as informações serão enviadas ao Ministério Público.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade