Publicidade

Correio Braziliense

1ª Turma do STF aceita denúncia contra o senador Romero Jucá (MDB-RR)

O senador é acusado de receber propina da Odebrecht para favorecer a empresa na votação de medidas provisórias


postado em 13/03/2018 15:32 / atualizado em 13/03/2018 16:27

(foto: Wilson Dias/Agência Brasil)
(foto: Wilson Dias/Agência Brasil)

 
A maioria dos integrantes da 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) aceitou denúncia contra o senador Romero Jucá (MDB-RR), em julgamento na tarde desta terça-feira (13/3), na Corte. O político é acusado de favorecer a construtora Odebrecht na votação de medidas provisórias. Jucá torna-se réu por corrupção e lavagem de dinheiro.

A denúncia foi oferecida pela Procuradoria-Geral da República (PGR), que acusa Jucá de receber R$ 150 mil em propina para favorecer a empreiteira. Os ministros Rosa Weber, Marco Aurélio Mello e Luís Roberto Barroso votaram pela abertura de ação penal contra o parlamentar.

Ao fazer a sustentação oral, o advogado Antônio Carlos de Almeida Castro, que defende Jucá, afirmou que o senador não cometeu as irregularidades apontadas. "O senador Romero Jucá não vendeu seu cargo em nenhum momento. O processo não tem provas de que houve qualquer favorecimento à Odebrecht. Meu cliente apenas exercia as atividades normais de um senador", afirma.  

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade