Publicidade

Correio Braziliense

Militantes acompanham missa em homenagem à Marisa Letícia em São Bernardo

Cerimônia começa com uma hora de atraso. A expectativa é de que o ex-presidente possa se entregar à PF após a missa


postado em 07/04/2018 10:23 / atualizado em 07/04/2018 10:55

Militantes no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC(foto: Felipe Seffrin/Esp. CB/D.A Press)
Militantes no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC (foto: Felipe Seffrin/Esp. CB/D.A Press)
São Bernardo do Campo - Militantes do PT estão, na manhã deste sábado (7/4), na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP), para acompanhar a missa em homenagem à ex-primeira-dama Marisa Letícia. A participação ainda é mais tímida se comparada com a vigília da noite de sexta-feira (6), que reuniu uma multidão.

Políticos e personalidades que apoiam o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva também estão no local, como o ex-ministro Aldo Rebelo; o ex-prefeito de SP Fernando Haddad; a deputada estadual Manuela d'Ávila; o governador do Acre Tião Viana; a senadora Gleisi Hoffmann; o senador Lindbergh Farias; a ex-presidente Dilma Rousseff; o ex-minsitro Aloizio Mercadante; e o técnico de futebol Vanderlei Luxemburgo.
 

A cerimônia, que celebra os 68 anos que a esposa do ex-presidente completaria em 7 de abril, estava prevista para as 9h30, mas vai comçar com uma hora de atraso após a chegada de Lula, que vai acompanhar a celebração em cima do carro de som ao lado de lideranças e amigos.

Um telão foi montado no estacionamento do sindicato para que os militantes possam acompanhar a celebração, que ocorrerá em cima de um carro de som. O acesso aos locais superiores do sindicato estão reservados para lideranças e autoridades.

Apoio a Lula


Apesar da missa celebrar Marisa Letícia, a presença dos militantes é um apoio ao ex-presidente Lula, que teve a prisão decretada na última quinta-feira (5) e deve se entregar ainda neste sábado. 

O servidor público Luiz Felipe Erthal, 64 anos, veio de Porto Belo (SC) para apoiar Lula. "Acho que estamos vivendo um momento histórico em defesa da democracia. Não podemos voltar para as trevas. Ouvi que Lula pode se entregar, mas torço para ele resistir. Ele representa a esperança para o povo latino-americano", afirma.

(foto: Felipe Seffrin/Esp. CB/D.A Press)
(foto: Felipe Seffrin/Esp. CB/D.A Press)


A jovem Taíse, que mora em São Mateus, zona leste de São Paulo, também está em São Bernardo para apoiar o ex-presidente. "Sou estudante bolsista integral pelo Prouni graças ao Lula. Estou aqui por tudo que ele fez pelo país. É uma injustiça, mais um golpe. Essa é uma manifestação de respeito e carinho por tudo que o lula fez por nós", revela.

Missa de Marisa Letícia


A ex-primeira-dama Marisa Letícia morreu em fevereiro de 2017. Hoje, ela completaria 68 anos. O nome da mulher de Lula constava no processo que levou à condenação dele, como beneficiário de um apartamento oferecido por uma construtora em troca de facilidades para obter contratos com a Petrobras.

O petista sempre negou as acusações e, ao se despedir daquela que foi sua companheira por quatro décadas e com quem teve três filhos, manifestou seu desejo de que "os criminosos que levantaram leviandades contra Marisa tenham (um dia) a humildade de pedir desculpas".

Ordem de prisão 

 

Favorito às eleições de outubro, Lula enfrenta desde a quinta-feira (5) um mandado de prisão decretado pelo juiz Sérgio Moro para o início do cumprimento da pena de 12 anos e um mês de prisão por corrupção passiva e por lavagem de dinheiro. 

Em Curitiba, espera por Lula uma cela de cerca de 15m2, com banheiro privativo e direito a duas horas diárias de banho de sol. Moro havia oferecido a possibilidade de que Lula se apresentasse "voluntariamente" em Curitiba até as 17h de sexta-feira, mas o prazo foi ignorado pelo ex-sindicalista, que preferiu ficar em seu "bunker", cercado pelos milhares de militantes que manifestam seu apoio e se mantêm em vigília dia e noite.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade