Publicidade

Correio Braziliense

Entrada na PF em Curitiba é controlada; militantes começam dia com música

Como o expediente da PF funciona normalmente em dia útil, uma fila foi organizada para pessoas com atendimento agendado


postado em 09/04/2018 09:25 / atualizado em 09/04/2018 11:36

A área no entorno da PF está isolada e a entrada de pessoas é controlada pela Polícia Militar(foto: Theo Marques/Estadão Conteúdo )
A área no entorno da PF está isolada e a entrada de pessoas é controlada pela Polícia Militar (foto: Theo Marques/Estadão Conteúdo )


O clima é de tranquilidade no começo da manhã desta segunda-feira (9/4) na sede da Polícia Federal em Curitiba, onde o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está preso desde a noite de sábado (7/4).

Como o expediente da PF funciona normalmente em dia útil, uma fila foi organizada para pessoas com atendimento agendado. Os agentes organizam a entrada de visitantes, que precisam mostrar comprovante de agendamento para emissão de passaporte ou outro serviço para entrar no local. A área no entorno da PF está isolada e a entrada de pessoas é controlada pela Polícia Militar.

A cerca de 100 metros de onde Lula está preso, militantes favoráveis ao petista continuam acampados, porém, em número menor do que o observado na noite de Domingo (8/4). Havia, por volta das 9h15, uma roda com músicos tocando violão e cantando músicas regionais. Os apoiadores dizem que ao longo do dia o número de pessoas deve aumentar, inclusive com caravanas vindas de outros Estados. 

Não havia registro de manifestações contrárias ao ex-presidente até a publicação desta matéria.

Manuela D'Ávila está em Curitiba 

A pré-candidata à Presidência da República pelo PCdoB, Manuela D'Ávila, está em Curitiba e é esperada, na manhã desta segunda-feira (9/4), na área onde estão militantes favoráveis ao ex-presidente Lula, próximo ao prédio da Polícia Federal. 

A cerca de 100 metros de onde Lula está preso, militantes favoráveis ao petista continuam acampados. Um boletim divulgado nesta manhã pelo grupo pró-Lula reforça que os militantes ficarão no local enquanto o petista estiver preso. "Não sairemos daqui sem Lula", diz a nota.
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade