Publicidade

Correio Braziliense

Lindbergh e Gleisi pedem para que seja incluído 'Lula' no nome parlamentar

Nessa terça-feira (10/4), mais de 20 deputados do PT na Câmara pediram ao presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para mudar o nome parlamentar


postado em 11/04/2018 13:05

A tendência, segundo Lindbergh, é que outros senadores petistas façam o mesmo, mas até o momento isso não ocorreu(foto: Evaristo Sa/AFP)
A tendência, segundo Lindbergh, é que outros senadores petistas façam o mesmo, mas até o momento isso não ocorreu (foto: Evaristo Sa/AFP)


O líder do PT no Senado, Lindbergh Farias (RJ), encaminhou um pedido ao presidente da Casa, Eunício Oliveira (MDB-CE), nesta quarta-feira, (11/4), para incluir "Lula" em seu nome parlamentar. Ele seguiu a iniciativa da presidente da legenda, senadora Gleisi Hoffmann (PR). A tendência, segundo Lindbergh, é que outros senadores petistas façam o mesmo, mas até o momento isso não ocorreu.

"É a campanha 'Eu sou Lula'. Lula pediu para que todos nós falássemos por ele, que fôssemos um pouco ele", afirmou Lindbergh. Pelo Twitter, a senadora Gleisi escreveu: "Somos tod@s Lula, Eu sou Lula".
 
 

O ofício para alteração de nome parlamentar entra no sistema do Senado automaticamente e é encaminhado para a presidência. Eunício, no entanto, ainda não respondeu se aceitará ou não a solicitação. Caso ele aprove, os nomes dos parlamentares mudariam para Gleisi Lula Hoffmann e Lindbergh Lula Farias.

Nessa terça-feira (10/4), mais de 20 deputados do PT na Câmara pediram ao presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para mudar o nome parlamentar. Assim, o novo nome constaria no painel eletrônico, por exemplo, e também seria usado para comunicações em plenário ou comissões.

Antes de ser preso, Lula afirmou, em palanque no Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo, que quanto mais tempo ficar preso, "mais Lulas vão nascer neste País e mais gente vai querer brigar neste País". Como mostrou a Coluna do Estadão, a mudança de nome começou na Câmara de Municipal de Vereadores de São Paulo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade