Publicidade

Correio Braziliense

Temer afaga militares e deixa no passado polêmica dita por Villas-Bôas

O presidente Michel Temer apresentou os oficiais generais recém promovidos em cerimônia no Palácio do Planalto nesta quarta-feira (11/4)


postado em 11/04/2018 17:20


 
O clima de tensão após uma manifestação nas redes sociais do comandante do Exército, general Eduardo Villas-Bôas, um dia antes de o Supremo Tribunal Federal (STF) julgar o habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ficou no passado. O presidente Michel Temer apresentou os oficiais generais recém promovidos em cerimônia no Palácio do Planalto nesta quarta-feira (11/4). 
 
Na noite de 3 de abril, Villas-Bôas disse "compartilhar o anseio de todos os cidadãos de bem de repúdio à impunidade", e afirmou que "se mantém atento às suas missões institucionais". A declaração suscitou no imaginário de usuários nas redes sociais a possibilidade de os militares promoverem uma intervenção militar no país. A cerimônia desta quarta, no entanto, mostrou que o governo busca uma sintonia forte com as Forças Armadas, afastando um sinal de rusga e conflito. 
 
O palco montado no Salão Nobre colocou Temer ao lado de Villas-Bôas e dos comandantes da Marinha, almirante de esquadra Eduardo Bacellar Leal Ferreira, e da Aeronáutica, tenente-brigadeiro do ar Nivaldo Luiz Rossato. O chefe do Executivo federal declarou que as Forças Armadas são "parte essencial da conquista que, hoje, aqui todos celebramos". Disse, ainda, que a promoção traz "responsabilidades acrescidas". 
 
"Pois tenho certeza de que, hoje, os militares recebem mais uma estrela e estarão à altura dessas responsabilidades. Continuarão, seguramente, a liderar pelo exemplo de seriedade e de espírito público que distingue há muito tempo as nossas Forças Armada", disse o emedebista. O evento contou com uma grande participação de militares e familiares. 
 
O presidente declarou, também, que a contribuição dos militares para o Brasil "vai além" dos elogios até então proferidos no discurso. "É significativo o aporte que trazem para o nosso desenvolvimento científico e tecnológico. É valiosa, devo registrar também, a sua participação em atividades de cunho social", destacou. O comandante do Planalto frisou que, em muitos locais do país, as Forças Armadas são a "única manifestação concreta da presença do Estado".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade