Publicidade

Correio Braziliense

Correio sabatina principais pré-candidatos ao Palácio do Planalto na quarta

Site do jornal vai transmitir o evento, que também irá ao ar nas inserções na programação da TV Brasília


postado em 04/06/2018 06:05 / atualizado em 05/06/2018 14:47

A quatro meses das eleições, a disputa continua incerta. Ainda não há um nome forte à Presidência da República, e os eleitores continuam indecisos. Para ajudar a sociedade a entender o que pensam os pré-candidatos ao Planalto, o Correio promove sabatina na próxima quarta-feira, 6, com os principais nomes que já declararam intenção de participar da disputa.

O público interessado poderá acompanhar o debate ao vivo pelo site do evento (onde está a programação) e a partir de inserções ao longo da programação da TV Brasília. O evento tem o apoio do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Sindifisco).

Todos os mais bem colocados nas pesquisas de intenção de votos foram convidados. Até a última atualização desta matéria, 10 presidenciáveis haviam confirmado presença: Álvaro Dias (Podemos), Ciro Gomes (PDT), Flávio Rocha (PRB), Geraldo Alckmin (PSDB), Henrique Meirelles (MDB), Jair Bolsonaro (PSL), Manuela D'ávila (PCdoB), Marina Silva (Rede), Paulo Rabello de Castro (PSC) e Rodrigo Maia (DEM),

Cada um deles será questionado por jornalistas do Correio por cerca de uma hora. Os assuntos variam. Na pauta, estarão temas como saúde, educação, contas públicas, segurança pública, reformas tributárias e assuntos mais polêmicos, como, por exemplo, a questão da Previdência. Nesse último caso, a reforma é uma das principais demandas de 2019, já que não é possível ser votada até o fim deste ano, enquanto houver a intervenção federal no Rio de Janeiro.

Após dois anos de recessão e em meio a tantos desafios, a ideia é entender como os pré-candidatos pretendem solucionar os problemas estruturais do país. Não haverá saída ou solução fácil. O país tem uma agenda enorme pela frente, e os desafios para recolocá-lo na rota de crescimento são enormes, e por isso, o debate é essencial para a democracia. Apesar da crença de que o país havia, finalmente, recuperado a força, o que se vê, porém, é um ritmo fraco de crescimento. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), por exemplo, um exército de 13,4 milhões de pessoas está sem trabalho. Quando esse dado se junta ao de subempregados, são quase 28 milhões de brasileiros que não ganham o suficiente para se sustentar.

Em contrapartida, porém, há o aumento no preço da gasolina e a insatisfação popular. A crise dos caminhoneiros também expôs inúmeros obstáculos e a dependência brasileira de rodovias e de petróleo. Por isso, é preciso colocar em prática grandes projetos de infraestrutura. Mas, como fazer isso com um estado inchado? Com deficits fiscais persistentes? E com planejamento deficiente? Esses são alguns dos questionamentos que os políticos vão enfrentar na próxima quarta-feira.

Com o debate, o eleitor tem a chance de conhecer melhor aqueles que querem disputar o cargo, e analisar os projetos apresentados por cada um. 

Confira os pré-candidatos que já marcaram presença no evento promovido pelo Correio


Geraldo Alckmin (PSDB)
Rodrigo Maia (DEM)
Jair Bolsonaro (PSL)
Henrique Meirelles (MDB)
Ciro Gomes (PDT)
Álvaro Dias (Podemos)
Marina Silva (Rede)
Manuela D´ávila (PCdoB)
Paulo Rabello de Castro (PSC)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade