Publicidade

Correio Braziliense

Pré-campanha de Lula pela internet arrecada R$ 87 mil no primeiro dia

Até as 15h desta quinta-feira, 931 pessoas tinham contribuído por meio do site criado pelo PT. Evento oficial de lançamento da pré-campanha de Lula ocorre nesta sexta, em MG


postado em 07/06/2018 15:57 / atualizado em 07/06/2018 16:12

Cena do vídeo de lançamento da pré-campanha de Lula(foto: Reprodução/Instagram)
Cena do vídeo de lançamento da pré-campanha de Lula (foto: Reprodução/Instagram)
 
Em um dia, a campanha de crowdfunding (arrecadação pela internet) da pré-candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva somou quase mil adesões e arrecadou R$ 87,6 mil. Lançado na quarta-feira (6/6), às 10h, o site, hospedado no endereço lula.com.br/doe/, informava às 15h30 desta quinta-feira (7/6) que 931 pessoas haviam doado. 

O valor médio das doações é de R$ 94. Os recursos podem ser transferidos por meio de cartão de crédito, débito ou boleto bancário.
 

Lançamento da pré-campanha

O PT mantém Lula como seu pré-candidato às eleições presidenciais deste ano, apesar de divergências internas — há setores do partido que defendem o anúncio de um plano B — e da alta probabilidade de a candidatura acabar impugnada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com base na Lei da Ficha Limpa.

Os petistas marcaram o lançamento oficial de pré-candidatura para esta sexta-feira (8/6), na cidade de Contagem (MG). Por meio das redes sociais, o partido tem divulgado um vídeo convocando a militância para o evento, que será às 18h.
 

O vídeo começa com um trecho de conversa entre o senador Romero Jucá (MDB-RR) e ex-presidente da Transpetro Roberto Machado, tornada pública em maio de 2016, na qual os dois discutem que a saída de Dilma poderia "estancar a sangria", nas palavras de Jucá.
 
Nessa conversa, Machado disse a frase "Rapaz, a solução mais fácil era botar o Michel", escolhida para abrir o vídeo. Em seguida, há uma montagem de resultados negativos obtidos durante o governo Temer até que surge o slogan "Chegou a hora do Brasil ser feliz de novo". 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade