Publicidade

Correio Braziliense

Justiça nega transferência de Sérgio Cabral para batalhão da PM

A defesa do ex-governador alegou no pedido que Cabral deveria ter garantido seus direitos fundamentais


postado em 28/06/2018 13:03

A Justiça negou o pedido de transferência do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral de Bangu 8 para um batalhão da Polícia Militar (foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)
A Justiça negou o pedido de transferência do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral de Bangu 8 para um batalhão da Polícia Militar (foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

 
A Justiça do Rio de Janeiro negou o pedido de transferência do ex-governador fluminense Sérgio Cabral para um batalhão da Polícia Militar. Cabral está preso na Cadeia Pública Pedrolino Werling de Oliveira (Bangu 8), localizada no complexo penitenciário de Gericinó (Bangu), na zona oeste da cidade do Rio de Janeiro.

A defesa do ex-governador alegou no pedido que Cabral deveria ter garantido seus direitos fundamentais. Mas, segundo o juiz Rafael Estrela, titular da Vara de Execuções Penais, Cabral está em uma cela individual, isolado dos demais presos. O banho sol, inclusive, é feito separado dos outros detentos, de acordo com o magistrado.
 
Em sua decisão, o juiz afirmou que não há norma legal que autorize o ex-governador a cumprir pena em um batalhão da PM e que não se verificou nenhuma condição humilhante para Cabral em Bangu 8.

O ex-governador foi preso em novembro de 2016 condenado por corrupção e lavagem de dinheiro em processos que tramitam na 13ª Vara Federal de Curitiba e na 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro. Cabral ficou em Bangu logo que foi detido. Depois passou pela Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica (zona norte do Rio), e pelo Complexo Médico de Pinhais, no Paraná, antes de voltar a Bangu 8.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade