Publicidade

Correio Braziliense

Marun diz que MPs da intervenção no Rio são prioridade no Congresso

A aprovação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2019 é prioritária para o governo, acrescentou Marun


postado em 10/07/2018 20:39

(foto: Valter Campanato/Agência Brasil)
(foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

 
O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, disse nesta terça-feira (10/7) que a prioridade do governo no Congresso Nacional, antes do recesso parlamentar, é a aprovação das medidas provisórias (MPs) 825, que destina crédito extraordinário de R$ 1,2 bilhão para custear as ações da intervenção federal no estado do Rio de Janeiro, e 826, que cria cargos e funções para o Gabinete da Intervenção no Rio.
 

Marun também disse que os destaques da votação do projeto que autoriza a privatização das distribuidoras da Eletrobras são de interesse do Palácio do Planalto. “Esse projeto já foi aprovado, mas ainda faltam alguns destaques para que vá ao Senado.”

No último dia 4 de julho, o plenário da Câmara aprovou por 203 votos favoráveis, 123 contrários e três abstenções, o texto-base do projeto de lei que viabiliza a privatização de seis distribuidoras de energia elétrica da Eletrobras na Região Norte.

Ainda no Congresso, a aprovação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2019 é prioritária para o governo, acrescentou Marun. A LDO pode ser votada ainda nesta semana.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade