Publicidade

Correio Braziliense

TSE nega pedido do MBL para barrar candidatura de Lula desde já

Movimento afirmou que o petista está inelegível por ter sido condenado pelo TRF-4


postado em 18/07/2018 20:00

(foto: Nelson Almeida/AFP)
(foto: Nelson Almeida/AFP)
 
A ministra Rosa Weber, que está a frente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou um pedido do Movimento Brasil Livre (MBL) para que a Corte decrete desde já a inelegibilidade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Os integrantes do movimento alegam que o petista não pode se candidar neste ano, pois se enquadra em um dos artigos da lei da Ficha Limpa.

No pedido feito ao tribunal, o MBL afirma que Lula está inelegível por ter sido condenado a 12 meses e um mês de cadeia pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4). Rosa não entrou no mérito da questão, mas entendeu que o pedido não pode ser analisado, pois Lula ainda não é candidato oficialmente. 

“A possibilidade de arguição preventiva e apriorística de inelegibilidade do requerido [Lula], ainda sequer escolhido em convenção partidária, e cujo registro de candidatura presidencial nem mesmo constituiu objeto de pedido deduzido por agremiação partidária [...] em absoluto encontra ampara no ordenamento jurídico pátrio”, destaca Rosa no despacho. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade