Publicidade

Correio Braziliense

Toffoli nega urgência em HC a favor de Lula e passa decisão para Fachin

O pedido foi feito por um advogado de Minas Gerais, e não pela defesa do petista


postado em 25/07/2018 16:41 / atualizado em 25/07/2018 17:28

Toffoli está interinamente na presidência da Corte(foto: Evaristo Sa / AFP)
Toffoli está interinamente na presidência da Corte (foto: Evaristo Sa / AFP)
O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF) descartou urgência em um novo habeas corpus a favor do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso em abril deste ano. O caso, agora, deverá ser enviado ao relator da Operação Lava-Jato no Supremo, o ministro Edson Fachin. 

O pedido foi feito por um advogado de Minas Gerais, e não pela defesa do petista. Toffoli ocupa o cargo interino de presidente da Corte, enquanto a ministra Cármen Lúcia assume a presidência da República, durante viagem de Michel Temer. O magistrado entendeu que não há urgência no pedido de liberdade, e enviou o pedido para Fachin. No momento, a Suprema Corte está em recesso, e deverá voltar apenas na próxima semana. De acordo com o magistrado, é “inadmissível o habeas corpus que se volta contra a decisão monocrática do relator da causa”, escreveu. 

Lula foi condenado a 12 anos e um mês de prisão pelo Tribunal Regional Federal da 4° Região (TRF-4). Ele está preso em uma sala de Estado Maior na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade