Publicidade

Correio Braziliense

Com oito alvos, PF deflagra nova fase da Zelotes contra desvios no Carf

Empresário ligado a Geraldo Alckmin, pré-candidato á presidência da República, é um dos alvos


postado em 26/07/2018 09:45

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quinta-feira (26/7), uma nova fase da Operação Zelotes. São cumpridos mandados de busca e apreensão em Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo e Recife. De acordo com uma fonte ouvida pelo Correio, um dos alvos é o empresário Roberto Gianetti da Fonseca, ligado ao pré-candidato a Presidência da República Geraldo Alckmin.

Gianetti também tem ligações com o PSDB e, de acordo com as investigações, ele recebeu propina de R$ 2,2 milhões para atuar junto ao Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) para livrar a empresa Paranapanema de cobranças fiscais. 

A investigação apontou que os débitos não cobrados da empresa por conta da atuação do empresário chegaram a R$ 900 milhões. Outro alvo da ação é o ex-secretário de Comércio Exterior no governo Dilma Rousseff Daniel Godinho.

Oito alvos


Além dos nomes já citados acima, outras seis pessoas estão entre os alvos das ações deflagradas na 10ª fase da Zelotes. Os mandados foram autorizados pela 10ª Vara Federal de Brasília. 

Foi autorizado a quebra do sigilo  bancário, fiscal, telefônico e telemático dos envolvidos no esquema. De acordo com a Receita Federal, que integra a operação junto ao Ministério Público Federal, conselheiros do Carf foram aliciados pelos operadores do esquema. A primeira fase da Zelotes foi deflagrada em julho de 2015.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade