Publicidade

Correio Braziliense

Discussão entre Marina e Bolsonaro é o momento mais comentado do debate

Momento em que Marina diz que Bolsonaro tenta resolver tudo no grito é o mais compartilhado nas redes sociais


postado em 18/08/2018 10:57

(foto: RedeTV/Reprodução)
(foto: RedeTV/Reprodução)
 
No segundo debate entre os presidenciáveis na televisão, realizado pela RedeTV na sexta-feira (17/8), um dos momentos que mais repercutiram nas redes sociais foi a discussão entre Jair Bolsonaro e Marina Silva. 

O instante que mais chamou a atenção foi quando Bolsonaro perguntou a Marina se ela era a favor do desarmamento. "Não", respondeu. E aproveitou para atacar o capitão, falando sobre a diferença de salário entre homens e mulheres. Bolsonaro contra-atacou: "Temos uma evangélica que defende plebiscito para aborto e maconha", disse.
 
Marina reagiu, gerando o momento mais compartilhado na internet. "Quando a gente é presidente, não pode fazer vista grossa, dizer que não precisa se preocupar. Precisa se preocupar. Precisa defender a injustiça", disse Marina. "Você acha que pode resolver tudo no grito, na violência. Você fica ensinando os nossos jovens que têm que resolver na base do grito. Esses dias você pegou na mão de uma criança e ensinou a atirar. E esse ensinamento que quer dar a nossas crianças", completou (assista abaixo).
 
 
 
Esse trecho do debate logo repercutiu nas redes sociais. Ainda de madrugadas diversos canais e usuários da internet passaram a reproduzi-lo, inclusive plataformas de apoio aos dois candidatos.
 
Os apoiadores de Bolsonaro preferiram destacar a resposta final do candidato a Marina, quando concluiu: "Leia o Livro de Paulo". Para muitos, a citação de Bolsonaro foi uma forma de colacar "Marina em seu lugar", uma vez que o Livro de Paulo fala sobre a submissão da mulher ao marido, um trecho que desperta muita discussão e interpretações diferentes entre os cristãos.
 
 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade