Publicidade

Correio Braziliense

Alckmin evita falar sobre ausências de Bolsonaro em debates: 'É decisão dele'

Bolsonaro é o principal desafio ao tucano na disputa para chegar ao segundo turno esse ano


postado em 23/08/2018 13:01 / atualizado em 23/08/2018 13:18

(foto: Nelson Almeida/AFP)
(foto: Nelson Almeida/AFP)

 

O candidato do PSDB à Presidência da República, Geraldo Alckmin, evitou comentar a informação de que o seu oponente Jair Bolsonaro (PSL) decidiu que não vai mais participar mais de debates na TV e no rádio. "Isso é uma decisão pessoal dele, é ele quem tem que comentar", disse o tucano, ao sair de uma reunião com lideranças da Igreja Mundial do Poder de Deus", na zona leste da capital paulista.

Com 22% das intenções de voto no último Datafolha no cenário sem o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva, Bolsonaro é o principal desafio ao tucano na disputa para chegar ao segundo turno esse ano.

A campanha do PSDB, no entanto, ainda quebra a cabeça sobre qual a melhor forma de desconstruí-lo. Parte da equipe do presidenciável acredita que o ex-governador, com 9% no mesmo cenário, precisa ser mais incisivo contra o deputado nos debates e entrevistas, mas Alckmin resiste.

Enquanto isso, o coronel reformado do Exército cumpre agenda no interior de São Paulo e aproveita para alfinetar o ex-governador. "Alckmin se juntou ao que tem de pior na política brasileira. É por isso que os eleitores dele agora estão me apoiando. É só comparar a minha vida pregressa com a dele", disse Bolsonaro na quarta-feira, 22, durante uma agenda em Presidente Prudente. Nesta quinta, ele passa por Araçatuba e sábado visita a festa do Peão de Barretos.

Evangélicos


Alckmin se reuniu por cerca de duas horas com lideranças evangélicas da Igreja comandada pelo apóstolo Valdemiro Santiago.

Segundo o deputado Ricardo Tripoli, que é candidato ao Senado este ano e acompanhou a visita, o ex-governador e o ex-prefeito João Doria, candidato do PSDB ao governo do Estado, foram convidados por Valdemiro para participar do encontro com pastores e bispos, que acontece todo mês. No evento, Alckmin e Doria tomaram café e puderam falar aos presentes.

Antes de irem embora, os três também acompanharam uma pequena oração comandada por Valdemiro no salão da Igreja.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade