Publicidade

Correio Braziliense

Bolsonaro repete cola na mão, desta vez com dizeres 'Deus, família, Brasil'

Candidato voltou a citar que o fundador da Rede Globo, Roberto Marinho, apoiou a ditadura. Também disse que pretende unir a nação que ficou desalentada por conta de "dois partidos".


postado em 28/08/2018 21:39 / atualizado em 28/08/2018 22:11

Bolsonaro escreveu na mão esquerda:
Bolsonaro escreveu na mão esquerda: "Deus", "Família" e "Brasil" (foto: Reprodução/TV Globo)

O candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) repetiu a dose e foi ao Jornal Nacional com "cola" na mão. Na última vez, ele apareceu no debate da RedeTV! com as palavras "pesquisas", "armas" e "Lula". Para entrevista na Rede Globo, o presidenciável apareceu com os dizeres "Deus", "Família" e "Brasil".

No último debate realizado pela RedeTV!, Bolsonaro não gostou de ser questionado sobre a cola na mão e questionou a imprensa. A entrevista é a segunda realizada pelo jornal da emissora. Nesta segunda-feira (27/8), o candidato Ciro Gomes (PDT) foi sabatinado. 

Durante a entrevista, Bolsonaro tratou sobre temas recorrentes, como LGBTfobia, sua carreira pública como deputado federal e a "autonomia" que dará ao economista Paulo Guedes. Também voltou a dizer que Roberto Marinho, fundador da Rede Globo, foi à favor da ditadura.

Bolsonaro também defendeu que é preciso unir toda a nação contra a velha política. Ele se define como a figura "patriota que vai salvar o Brasil". "Nos últimos anos, dois partidos levaram o país à crise econômica na qual se encontra", afirmou. "Nós temos tudo para sermos uma grande nação. Só falta união", completou.

Na quarta-feira (29/8), Geraldo Alckmin (PSDB) será o entrevistado. E na quinta (30/8), a postulante a Presidência da República pela Rede, Marina Silva, será sabatinada.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade