Publicidade

Correio Braziliense

Nas redes sociais, #LulaNasUrnasTSE e #LulaInelegivel ganharam destaque

O julgamento do Tribunal Superior Eleitoral sobre a validade da candidatura do ex-presidente foi o assusto mais comentado e debatido nas redes através das hashtags #LulaNasUrnasTSE e #LulaInelegivel


postado em 01/09/2018 01:00 / atualizado em 01/09/2018 01:20

(foto: Luís Nova/Esp.CB/DA Press)
(foto: Luís Nova/Esp.CB/DA Press)
O julgamento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre legalidade do registro de candidatura e participação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no horário eleitoral gerou milhares de comentários e interações de internautas nas redes sociais. Utilizando as hashtags #LulaNasUrnasTSE e #LulaInelegivel os usuários das redes expuseram suas opiniões sobre o assunto e "quebraram" a Internet.
 
Os eleitores que utilizaram a #LulaNasUrnasTSE defendiam a participação do petista nas eleições, bem como no horário eleitoral, com imagens dele, feitas antes de ser preso, em 7 de abril, acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A eventual vice-presidente da chapa petista, Manuela D’ávila, utilizou o Twitter para fazer críticas ao voto de Luís Roberto Barroso, relator do caso na Corte. "Voto de Barroso não é só um ataque aos direitos políticos do presidente Lula. É a cassação do direito de escolha do povo brasileiro", escreveu ela, logo no início da votação, que terminou em 6 a 1, contra a elegibilidade de Lula.
 
 
 
Já os internautas que faziam uso da tag #LulaInelegivel apoiavam a proibição da candidatura do ex-presidente e o veto da aparição dele no horário eleitoral gratuito, que começa, no rádio e na televisão, neste sábado (1º/9). O comentário da ex-jogadora de vôlei Ana Paula Henkel sobre o parecer de Barroso foi o que obteve mais interações. "Barroso, calmo, falando bonito, educadíssimo, quase um juridiquês britânico, pra dizer que: Ó, essa cartinha da ONU docêis aí não vale nada, não vale nadica de nada", opinou.


As hashtags ocuparam os primeiro e segundo lugares nos assuntos mais comentados no Brasil, alternando entre si, durante todo o tempo de duração da decisão da Corte, que se arrastou por longas sete horas. Os nomes dos ministros que declaravam seus votos, a favor ou contra a impugnação do petista, também ocuparam lugar dos assuntos em destaque.

Publicações de parlamentares, figuras públicas, movimentos, eleitores e memes também fizeram sucesso na plataforma. Confira abaixo:
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Perdeu a votação e quer ver?  
 
 
 


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade