Publicidade

Correio Braziliense

Imprensa internacional repercute ataque a Bolsonaro em Minas Gerais

Quase todas as publicações apresentam o deputado como o candidato da extrema-direita brasileira


postado em 06/09/2018 18:20 / atualizado em 06/09/2018 20:30

(foto: Raysa Leite / AFP)
(foto: Raysa Leite / AFP)
 
Diversos jornais internacionais repercutiram o ataque a faca sofrido pelo candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, nesta quinta-feira (6/9). Quase todas as publicações apresentam o deputado como o candidato da extrema-direita brasileira.

Clarín, da vizinha Argentina, dedicou boa parte da capa de seu portal às notícias relativas ao ataque — ocorrido na cidade de Juiz de Fora (MG). Com letras vermelhas, a manchete diz: "Violência na campanha eleitoral". Há ainda uma outra reportagem que apresenta o suspeito do ataque, Adelio Bispo de Oliveira, como um "ativista".
 
(foto: Reprodução)
(foto: Reprodução)
 

Uma das principais publicações do mundo, o The New York Times, noticia que "o candidato à Presidência do Brasil Jair Bolsonaro é esfaqueado". O texto afirma ainda que "não ficou imediatamente claro quão severamente o candidato foi ferido".
 
(foto: Reprodução)
(foto: Reprodução)
 

Tom parecido adotou o inglês The Guardian. Chamando-o de "candidato de ultra-direita", o jornal noticiou que Bolsonaro havia sido esfaqueado durante um compromisso de campanha.
 
(foto: Reprodução)
(foto: Reprodução)
 

O espanhol El País também dedica um espaço nobre na capa de seu portal para o ataque a Bolsonaro. Lembrando que o candidato lidera as intenções de voto — ao mesmo tempo em que tem a maior rejeição entre os eleitores —, o periódico diz ainda não ser possível medir "a seriadade simbólica" do episódio. Também traz um breve perfil do suspeito de realizar o ataque — com base em suas publicações nas redes sociais — e resgata o recente episódio em que Bolsonaro declarou, durante ato em Rio Branco (AC), que iria "fuzilar a petralhada".
 
(foto: Reprodução)
(foto: Reprodução)
 

Já o francês Le Monde adota um tom mais comedido e diz que o "candidato da extrema-direita à Presidência" foi "levemente ferido com uma arma branca".
 
(foto: Reprodução)
(foto: Reprodução)
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade