Publicidade

Correio Braziliense

Homem que esfaqueou Bolsonaro é alvo de ameaças em rede social

Usuários identificaram o perfil pessoal do homem que esfaqueou Bolsonaro nesta quinta-feira (6/9) e teceram comentários contrários a atitude violenta


postado em 06/09/2018 18:31 / atualizado em 06/09/2018 21:29

 

Após ser identificado pela Polícia Militar como o autor do esfaqueamento ao candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro, Adélio Bispo de Oliveira teve seu perfil pessoal no Facebook acessado por milhares de usuários que, em sua grande maioria, expressaram repúdio ao ato violento cometido na tarde desta quinta-feira (6/9), durante campanha do presidenciável em Juiz de Fora/MG. Em muitos comentários Adélio é ameaçado, muitos dizem que ele deve morrer tanto dentro da cadeia, quanto quando sair dela. 



Até o fechamento da reportagem, Adélio contabiliza 1.037 amigos na rede social e está sendo seguido por 8,7 mil pessoas. Ele tem 40 anos e é morador de Montes Claros, em Minas Gerais.


Em várias postagens no Facebook, Adelio critica Bolsonaro. Em uma das publicações, inclusive, Adelio diz que Bolsonaro é "apoiado por clãs maçônicos". Ao contrário do que circula nas redes sociais, o suspeito não é filiado a nenhum partido político, segundo a lista oficial do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O suspeito também já havia publicado imagens atacando os potenciais eleitores do candidato do PSL.

 

 

 

 

 

 

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade