Publicidade

Correio Braziliense

Filhos de Bolsonaro reafirmam mudança na legislação sobre o porte de armas

Eduardo e Flávio Bolsonaro alegam que a liberação do porte favorece as 'pessoas de bem'


postado em 10/09/2018 17:39

(foto: Fábio Teixeira / AFP)
(foto: Fábio Teixeira / AFP)
Os filhos do candidato à presidência pelo PSL, Eduardo e Flávio Bolsonaro, reafirmaram a posição de que a legislação sobre o porte de armas “precisa” endurecer. Para deputado estadual do Rio de Janeiro Flávio Bolsonaro a liberação das armas de fogo favorece as “pessoas de bem”. Questionado por repórteres sobre a possibilidade da lei atual ter ajudado na sobrevivência do candidato do PSL, por não ter sido utilizada uma arma de fogo, Flávio manteve o pensamento. “Hoje existe uma legislação que garante o porte de armas apenas aos marginais. Já o cidadão de bem não tem como se defender”, disse.

Segundo Flávio Bolsonaro, o diretor executivo da Polícia Federal (PF), Rogério Galloro, afirmou que a instituição tem tomado “todas as medidas necessárias” para apurar o caso e concluir a investigação de maneira célere. “Enquanto as investigações não chegam a uma conclusão, nós tomamos mais precauções”.

O filho também conta que o diretor da PF reforçou a segurança de todos os candidatos à presidência. Até o momento do ataque, Jair Bolsonaro tinha um efetivo de 21 agentes à disposição de sua segurança, que se revezavam em três turnos. Agora, o candidato dispõe de 25 policiais federais. “O que passaram para nós é que todos os candidatos receberam um aumento na segurança”, conta Flávio.

Perguntados sobre a situação de saúde do pai, o parlamentar estadual esclareceu que o postulante ao Planalto tem passado por uma situação de “exceção” e que pretende voltar a fazer campanha quando tiver condições de saúde. Enquanto isso, o vice na chapa do PSL, General Mourão, vai continuar representando a chapa. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade