Publicidade

Correio Braziliense

'Qualquer ataque em mim não pega, eu tenho Teflon', diz Ciro

Candidato do PDT à Presidência reconheceu que ataques vêm junto ao crescimento dele na pesquisa, mas minimizou o poder de fogo dos concorrentes


postado em 11/09/2018 14:10 / atualizado em 11/09/2018 14:39

Ciro Gomes concentra esforços de campanha na Região Metropolitana de São Paulo, reduto tradicional do PT(foto: Leo Canabarro/Divulgacao)
Ciro Gomes concentra esforços de campanha na Região Metropolitana de São Paulo, reduto tradicional do PT (foto: Leo Canabarro/Divulgacao)
 

O candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, reconheceu nesta terça-feira, 11, que, à medida que cresce nas pesquisas eleitorais, deve ser alvo de ataques das campanhas, mas minimizou o poder de fogo dos concorrentes. "Qualquer ataque em mim não pega, eu tenho Teflon. Eu sou ficha limpa", afirmou.

Ciro também se comprometeu em gerar empregos com investimentos em saneamento. "Este setor é intensivo de mão de obra. E a gente tem de gerar empregos antes de desratizar o Palácio do Planalto", comentou.

O tom informal, aliás, permeou toda a fala do pedetista durante agenda pública em Taboão da Serra, cidade da Região Metropolitana de São Paulo.

Quase na hora de ir embora, em meio a selfies com apoiadores com "santinhos" de deputados, Ciro questionou o militante de um dos candidato. "Cadê o número dele? Só tiro foto se for com o 12", brincou, em referência ao número eleitoral do PDT. O panfleto em questão era do ex-prefeito de Guarulhos Sebastião Almeida (PDT).

Além do próprio Almeida, estavam presentes no ato em Taboão da Serra os candidatos do PDT ao Senado, Antônio Neto, ao governo paulista, Marcelo Cândido, e a vice-governadora, Gleides Sodré, cuja base política é na cidade.

Acompanhavam ainda os ex-prefeitos de Osasco Jorge Lapas e de Taboão da Serra Evilásio Cavalcante. Com um assessor desse, houve outro momento inusitado. "Olha, até o Henrique Meirelles está na minha campanha", brincou Ciro com o senhor, que é careca assim como o candidato do MDB ao Planalto.

Estratégia

A agenda em Taboão da Serra marcou mais uma etapa da estratégia de Ciro Gomes na corrida ao Planalto. Como o Broadcast Político (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado) adiantou, o pedetista tem intensificado a campanha na Região Metropolitana de São Paulo, de olho no eleitor que tradicionalmente votava do PT, mas que se desencantou com o partido nos últimos anos.

Na segunda, o candidato fez ato em Mauá. Ele também já participou de comícios em Guarulhos e Osasco.

'Crush'

Na coletiva com jornalistas, Ciro mostrou bom humor quando questionado sobre o fato de ser chamado de "crush" por eleitores, em referência à gíria da internet que designa pessoa sobre a qual se tem atração. "Eu sou casado", brincou, aos risos. "A Giselle (Bezerra, companheira dele) gosta muito. Ela se garante."

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade