Publicidade

Correio Braziliense

Bolsonaro tem alimentação oral suspensa, diz boletim médico

O comunicado foi feito na manhã desta quarta-feira (12/9) pelo Hospital Israelita Albert Einstein, onde Bolsonaro está internado desta a última semana, ao ser vítima de uma facada


postado em 12/09/2018 11:15 / atualizado em 12/09/2018 12:00

(foto: Reprodução/ Internet)
(foto: Reprodução/ Internet)

 

O candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) teve alimentação oral suspensa, após uma distensão abdominal. O comunicado foi feito na manhã desta quarta-feira (12/9) pelo Hospital Israelita Albert Einstein, onde Bolsonaro está internado desta a última semana — ao ser vítima de uma facada. 

 

Na terça-feira (11/9), o presidenciável recebeu o primeiro alimento sólido: pão e suco. Mas, à noite, a unidade de saúde divulgou que, apesar da alta na UTI, o candidato teve náuseas e vômitos. 

 

O quadro de saúde, porém, continua estável. O paciente não apresenta febre ou sinais de infecção. Ainda não há previsão para alta. Ele permanece na unidade de cuidados semi-intensivos.  

 

 

 

 

 

 

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade