Publicidade

Correio Braziliense

'Eu sou favorável às cotas', diz Meirelles em faculdade particular do DF

O emedebista declarou que a educação é muito importante para o futuro do país, associando ao crescimento econômico e melhores condições de vida para as pessoas


postado em 14/09/2018 12:19 / atualizado em 14/09/2018 12:36

Meirelles chegou por volta de 9h30 na faculdade, se reuniu com o reitor para discutir propostas para melhorar a educação e respondeu perguntas de alunos em auditório(foto: Arthur Menescal/Esp.CB/D.A Press)
Meirelles chegou por volta de 9h30 na faculdade, se reuniu com o reitor para discutir propostas para melhorar a educação e respondeu perguntas de alunos em auditório (foto: Arthur Menescal/Esp.CB/D.A Press)

 
O candidato pelo MDB ao Palácio do Planalto, Henrique Meirelles, tirou a manhã desta sexta-feira (14/9) para visitar o Centro Universitário de Brasília (UniCEUB). Ele citou que é a favor das cotas estudantis e falou que pretende ampliar o programa de financiamento para alunos, o Fies. 

Meirelles chegou por volta de 9h30 na faculdade, se reuniu com o reitor para discutir propostas para melhorar a educação e respondeu perguntas de alunos em auditório. Em seguida, conheceu a biblioteca da instituição e cumprimentou os estudantes nas cabines de estudo. Também visitou a exposição da fauna e flora do cerrado, que fica na biblioteca. Por volta de 11h40, saiu da universidade. 

O emedebista declarou que a educação é muito importante para o futuro do país, associando ao crescimento econômico e melhores condições de vida para as pessoas. Ele destacou os avanços econômicos dos países asiáticos, em especial a Singapura, que priorizou investimentos no ensino. 

Meirelles também ressaltou que tem intenção de dar mais oportunidade aos estudantes, em todas as fases do ensino. Sobre cotas, disse que é favorável, mas que é preciso ampliar a qualidade do ensino. “Nós temos que ter a manutenção de cotas, mas sempre tendo uma atenção muito grande no aprendizado. Uma vez na universidade, no ensino médio ou básico, o estudante tem que se comprometer com a qualidade. O direito básico é do estudante aprender e não só passar de ano ou passar na faculdade”, ponderou.

Também citou que pretende ampliar o Fies. De acordo com ele, é preciso aumentar “o máximo possível” o acesso dos estudantes de menor renda ao ensino superior. “Nós temos que resolver esse problema e ao mesmo tempo garantir a qualidade do ensino, o que é fundamental. Nós temos que aumentar a disponibilização do Fies e eu estava aqui discutindo uma proposta neste sentido”, disse o candidato. 

O candidato também aproveitou para dar cutucadas em outros candidatos e ressaltou que, durante sua trajetória política, fez grandes feitos para a economia. “Se promessa resolvesse o problema, o Brasil estaria uma maravilha”. “Eu acredito em compromisso. O meu compromisso primeiro é criar emprego no Brasil, para dar condições de que as famílias tenham condições de manter os filhos nos estudos”, afirmou Meirelles. O candidato ao Planalto ressaltou que é a favor do Bolsa Família, que, de acordo com ele, dá condições básicas por pessoas. “Mas não deve parar por aí. Não há dúvida que devemos dar condições para a entrada no mercado de trabalho. Precisamos dar oportunidade de treinamento e ensino profissionalizante”, apontou. 

Para o ensino fundamental, Meirelles disse que 67% dos estudantes estudam em escolas municipais e que o crescimento econômico vai propiciar uma melhora das condições. "Os municípios hoje estão quebrados. Para isso, o país precisa crescer e vai aumentar a arrecadação das cidades para equipar as escolas", afirmou. 

Campanha

Meirelles não terá mais agenda oficial de campanha durante o dia. Na última pesquisa Ibope, tinha 3% dos votos. Segundo levantamento da Instituto Opinião Política, divulgado pelo Correio, o candidato tem 2,9% de intenção de votos dos brasilienses, ocupando a 6ª colocação entre os concorrentes ao Palácio do Planalto. “A evolução nas pesquisas mostra que entre os extremos, que eu acho que são negativos, dos candidatos do centro democrático, não há dúvidas de que as pesquisas mostram que o apoio está crescendo rapidamente e que sou o candidato com maior chances de vencer essa eleição”, afirmou. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade