Publicidade

Correio Braziliense

Haddad evita comentar se concederá indulto a Lula caso seja eleito

Haddad iniciou uma caminhada pela Avenida Paulista, em São Paulo, por volta das 16h30 deste domingo e foi questionado por jornalistas sobre o assunto


postado em 16/09/2018 17:31 / atualizado em 16/09/2018 17:53

(foto: AFP / DANIEL RAMALHO)
(foto: AFP / DANIEL RAMALHO)
O candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, evitou responder diretamente se, uma vez eleito, concederá indulto que garanta a liberdade ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso na sede da Polícia Federal em Curitiba.

"O presidente Lula pediu, no momento do registro da sua candidatura, que seu processo fosse julgado com imparcialidade, conforme recomendação da Organização das Nações Unidas. Se até a ONU está pedindo um julgamento justo, é porque tem alguma razão", afirmou Haddad, em breve entrevista à imprensa. "Os vícios do processo do Lula chamaram a atenção de chefes de Estado do mundo inteiro."

Haddad iniciou uma caminhada pela Avenida Paulista, em São Paulo, por volta das 16h30 deste domingo e foi questionado por jornalistas sobre o assunto.

No sábado, o governador mineiro e candidato à reeleição, Fernando Pimentel (PT), afirmou a líderes políticos e simpatizantes que tem certeza de que, Haddad, se eleito irá assinar em seu primeiro dia de governo um indulto para o ex-presidente Lula, segundo informações do jornal O Estado de Minas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade