Publicidade

Correio Braziliense

Em rede social, Bolsonaro diz que está preparado para mudar o país

"Visitamos todas as regiões, conhecemos os problemas e os anseios dos brasileiros de perto", disse o candidato


postado em 06/10/2018 17:38 / atualizado em 06/10/2018 17:38

Bolsonaro não esteve presente no último debate realizado na última quinta-feira (foto: Reprodução/Internet)
Bolsonaro não esteve presente no último debate realizado na última quinta-feira (foto: Reprodução/Internet)
Sem poder fazer eventos nas ruas no último dia antes das eleições presidenciais, o candidato Jair Bolsonaro, do Partido Social Liberal (PSL), usou sua conta na rede social Twitter para falar de sua campanha à Presidência e pedir apoio aos eleitores. "Estamos fortes, com poucos recursos, sem acordões, sem tempo de TV e impossibilitado de fazer campanha na rua pela tentativa de assassinato que sofri", disse Bolsonaro.

 

O candidato se recupera na sua casa, no Rio de Janeiro, após ter levado uma facada durante ato de campanha em Juiz de Fora (MG). "Nossa força é apenas a verdade e o apoio de todos vocês. O Brasil é nosso! Vamos à vitória!", completou. 

 

O ex-capitão defendeu que está preparado para governar o país. "Somos capazes de reconhecer nossos erros e limitações, mas também de enxergar o potencial que o Brasil tem para se tornar um país grande e próspero", afirmou. "Visitamos todas as regiões, conhecemos os problemas e os anseios dos brasileiros de perto. Estamos preparados para mudar o Brasil!"

Bolsonaro disse também que seu governo estaria livre para escolher a equipe "pelo critério técnico e pela eficiência". "Se vencermos, já começamos diferentes dos outros", afirmou. "Não devemos cargos nem favores que coloquem em xeque a autonomia de nosso governo e a soberania de nosso país. Nossa aliança é com a sociedade!"

O candidato reforçou ainda as suas propostas de governo. "Durante muito tempo, o brasileiro teve que escolher entre opções que não o representava", disse. "Agora é diferente! Amamos o Brasil, defendemos a família e a inocência das crianças, tratamos criminosos como tais e não nos envolvemos em esquemas de corrupção."

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade