Publicidade

Correio Braziliense

Confusão com biometria provoca atrasos em votação no Rio de Janeiro

Justiça Eleitoral testa no estado parceria com o Detran para aproveitar o cadastro de 4,6 milhões de eleitores


postado em 07/10/2018 13:58

Funcionário da Justiça Eleitoral dá instruções aos eleitores durante as eleições gerais de 7 de outubro de 2018 em Copacabana, no Rio de Janeiro(foto: Carl de Souza/AFP)
Funcionário da Justiça Eleitoral dá instruções aos eleitores durante as eleições gerais de 7 de outubro de 2018 em Copacabana, no Rio de Janeiro (foto: Carl de Souza/AFP)

 
Um teste do sistema de biometria que está sendo realizado durante a votação no Rio de Janeiro provoca atrasos neste domingo (07). Pelas redes sociais, eleitores reclamam de demora até uma hora nas filas das sessões. O Tribunal Regional Eleitoral do Rio (TRE-RJ) firmou uma parceria com o Departamento de Trânsito (Detran) para aproveitar um banco de dados com o cadastro biométrico de 4,6 milhões de eleitores.

A ideia é usar as informações de outros órgãos para evitar que o cidadão tenha que ir até um cartório para realizar o cadastro da digital. No entanto, esse tipo de parceria só será implantado se a experiência ocorrer como esperada no Rio, sem o registro de uma grande quantidade de falhas no processo. 

No entanto, por conta da falta de experiência dos mesários e dos eleitores com o sistema, ocorre atraso na votação. Em alguns colégios, a votação começou com 30 minutos de atraso. Além disso, houve a fusão de 1749 sessões no estado. Os eleitores afetados tiveram a mudança de salas no local de votação, mas votam no mesmo lugar das eleições anteriores.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) o voto é garantido para quem chegar na sessão até às 17 horas de hoje. Neste horário, as portas das escolas e demais locais de votação são fechadas. Mas quem estava na fila, no interior do local de votação, pode aguardar e votar, independente do tempo necessário.

Quem não souber o local de votação pode ligar para o número 21 3436-9000 e se informar. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade