Publicidade

Correio Braziliense

Jungmann faz balanço de ocorrências no primeiro turno

O ministro afirmou que há uma união entre as forças policiais e poderes para fiscalizar as fake news


postado em 07/10/2018 17:50 / atualizado em 07/10/2018 18:08

(foto: Antonio Cunha/CB/D.A Press)
(foto: Antonio Cunha/CB/D.A Press)
Pouco depois das 17h, horário de encerramento das votações em diversos estados, o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, fez um balanço das ocorrências diretamente do Centro de Comando da Polícia Federal. O ministro considerou o primeiro dia de votações pacífico. “Esse enorme pleito, que se encontra entre as maiores eleições do mundo, se deu em tranquilidade. E houve respeito à vontade dos eleitores “, comentou. 

Não há o registro de incidentes graves até o momento. E as maiores ocorrências foram de boca de urna, compra de votos e propaganda irregular. 

O ministro afirmou ainda que há uma união entre as forças policiais e poderes para fiscalizar as fake news. “Aqueles que forem identificados promovendo notícias falsas serão denunciados pelo Ministério Público e enquadrados no crime de falsidade ideológica e até crime contra a honra”, assegurou. 

Raul Jungmann também comentou sobre a possibilidade de aumentar a segurança dos candidatos, caso haja segundo turno. “Essa necessidade se faz presente. Me parece que é legítimo ampliar porque eles concentrarão toda a atenção eleitoral se o segundo turno existir”, apontou o ministro.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade