Publicidade

Correio Braziliense

Alckmin tem o pior desempenho de um tucano na disputa presidencial

O candidato do PSDB ao Planalto recebeu 5.065.020, equivalente a 4,78% dos votos válidos


postado em 07/10/2018 23:36 / atualizado em 07/10/2018 23:36

Alckmin foi o quarto colocado na eleição presidencial(foto: Nelson Almeida/AFP)
Alckmin foi o quarto colocado na eleição presidencial (foto: Nelson Almeida/AFP)
O candidato do PSDB à Presidência da República, Geraldo Alckmin, foi o tucano com menor índice de votos desde 1988, quando a Constituição determinou que as eleições tornariam a ser decididas pelo voto direto da população. Com 99% das urnas apuradas, o tucano recebeu 5.065.020 votos, equivalente a 4,78% do total válido. Assim, ele ficou na quarta colocação entre os candidatos ao Palácio do Planalto, atrás de Jair Bolsonaro (PSL), Fernando Haddad (PT) e Ciro Gomes (PDT).

Em 1989, o candidato tucano à Presidência foi Mário Covas. À época, ele obteve 7.790.392 votos e também ocupou a quarta colocação nas eleições. À frente dele, Fernando Collor (PRN), Lula (PT) e Lenoel Brizola (PDT). Covas teve índice de 11,51% dos votos válidos do pleito.

O impeachment do então presidente da República Fernando Collor, em 1992, e o sucesso do Plano Real criado pelo então ministro da Fazenda, Fernando Henrique Cardoso (PSDB), fizeram com que as eleições de 1994 fossem vencidas pelo tucano ainda no primeiro turno. FHC teve 34.314.961 votos, correspondente a 54,24% dos votos válidos, terminando as eleições com grande vantagem à frente de Lula (PT), segundo colocado.
 
 
 
Nas eleições presidenciais de 1998, Fernando Henrique conseguiu a reeleição também no primeiro turno. Com 35.936.540 votos, o tucano obteve 53,06% dos votos válidos, superando novamente o candidato do Partido dos Trabalhadores, Lula.

Em 2002, José Serra foi o candidato à Presidência pelo PSDB. Serra terminou o primeiro turno na segunda colocação, com 19.705.445 votos, correspondente a 23,19% dos votos válidos do pleito, ficando atrás somente de Lula, que seria eleito, no segundo turno em disputa com o tucano, presidente da República.

Geraldo Alckmin disputou, em 2006, sua primeira eleição como candidato do PSDB ao Planalto. Na ocasião, obteve a marca de 39.968.369 votos no primeiro turno, somando 41,64% dos votos válidos. Atrás del, somente de Lula. No segundo turno, o petista venceu a disputa e se reelegeu.

José Serra foi escolhido novamente pelo PSDB para as eleições de 2010. Na disputa pelo governo, o tucano recebeu 33.132.283 votos, correspondente a 32,61% dos votos válidos, inferior somente à Dilma Rousseff (PT), eleita no segundo turno.

Em 2014, Aécio Neves foi o candidato do PSDB à Presidência. No primeiro turno, o tucano teve 34.897.211 votos, equivalente a 33,55% do total válidado. Ele terminou a disputa em segundo lugar, perdendo para Dilma Rousseff (PT), que conseguiria a reeleição na disputa com o tucano.

Confira o histórico do índice de votos dos candidatos do PSDB à presidência da República:


•1989 - Mário Covas - 7.790.392 votos, 11,51% dos votos válidos

•1994 - Fernando Henrique Cardoso - 34.314.961 votos, 54,24% dos votos válidos

•1998 - Fernando Henrique Cardoso - 35.936.540 votos, 53,06% dos votos válidos

•2002 - José Serra - 19.705.445 votos, 23,19% votos válidos

•2006 - Geraldo Alckmin - 39.968.369 votos, 41,64% dos votos válidos

•2010 - José Serra - 33.132.283 votos, 32,61% dos votos válidos

•2014 - Aécio Neves - 34.897.211 votos, 33,55% dos votos válidos

•2018 - Geraldo Alckmin - 5.065.020 votos, 4,78% dos votos válidos
 
 
*Estagiário sob supervisão de Anderson Costolli

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade