Publicidade

Correio Braziliense

Jucá fica em terceiro na disputa pelo Senado e não consegue se reeleger

O senador do MDB conquistou 84.940 votos (17,34% dos válidos), 426 a menos do que o segundo colocado, Mecias de Jesus, do PRB. Em primeiro, chegou Chico Rodrigues, do DEM


postado em 08/10/2018 00:35 / atualizado em 08/10/2018 01:12

(foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
(foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O senador Romero Jucá (MDB-RR) não conseguiu se reeleger. Em uma disputa apertada, ele ficou em terceiro lugar na disputa pelo Senado em Roraima. Com todas urnas apuradas, conquistou 84.940 votos — 17,34% total. Em primeiro lugar, ficou Chico Rodrigues, do DEM, com 111.466 votos (22,76% dos válidos), seguido por Mecias de Jesus, do PRB, que obteve 85.366 votos (17,43% dos válidos). Senador há 24 anos, Jucá teve 426 votos a menos do que o segundo colocado. 

Presidente do MDB, Jucá deixou a liderança do governo no Senado no fim de agosto. Segundo o parlamentar, a decisão foi tomada por discordar da forma como o Planalto está tratando a questão dos venezuelanos em Roraima. "Entendo que o governo brasileiro tem posição institucional quanto à migração e recepção dos refugiados, mas este caso tem que ser analisado mediante a condição do povo de Roraima, o nosso espaço e a nossa capacidade econômica e social", disse Jucá à epoca. Integrantes do Palácio do Planalto, no entanto, viram na decisão do senador uma tentativa de descolar a imagem dele do presidente Michel Temer.

Em março de 2016, quando era o ministro do Planejamento de Temer, Romero Jucá sugeriu ao ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado a existência de um pacto para tentar deter o avanço da Operação Lava-Jato, que investiga esquema de corrupção e formação de cartel em contratos da Petrobras, e relacionou o impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff a um eventual abrandamento ou interrupção das apurações. O episódio culminou com o afastamento de Jucá do cargo.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade