Publicidade

Correio Braziliense

Ministério Público do DF investiga start-up que criou jogo "Bolsomito 2K18"

Na animação, lançada em 5 de outubro, o protagonista inspirado em Jair Bolsonaro ganha pontos ao matar minorias


postado em 10/10/2018 20:25 / atualizado em 10/10/2018 20:26

(foto: Reprodução/Steam)
(foto: Reprodução/Steam)

O polêmico jogo "Bolsomito 2k18", lançado em 5 de outubro, virou alvo do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) nesta quarta-feira (10/10). Por meio da abertura de um inquérito civil público (ICP), a Comissão de Proteção dos Dados Pessoais e do Núcleo de Enfrentamento à Discriminação investiga a BS Studios, start-up brasileira responsável pela criação do game.

No jogo, disponibilizado na plataforma Steam, o player joga como se fosse o candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro. A pontuação é garantida quando o personagem Bolsomito mata gays, feministas, petistas e integrantes de movimentos sem-terra. O objetivo final é derrotar "os males do comunismo" e impedir a "instauração uma ditadura ideológica criminosa no país", como diz a descrição do jogo digital.

Para o MPDFT, "o jogo tem a clara intenção de prejudicar o candidato à Presidência República", além de causar "danos morais coletivos aos movimentos sociais, gays e feministas". A Valve Corporation, empresa responsável pela plataforma Steam, também será notificada para que a distribuição do jogo seja interrompida.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade