Publicidade

Correio Braziliense

Haddad posta vídeo nas redes sociais chamando Bolsonaro para o debate

"Deputado Bolsonaro, vem contar pro povo brasileiro o que você fez durante 28 anos no Congresso Nacional. Vem pro debate", diz o petista no vídeo


postado em 11/10/2018 11:53 / atualizado em 11/10/2018 14:26

(foto: AFP)
(foto: AFP)
 
O candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, postou nas redes sociais, na manhã desta quinta-feira (11/10), um vídeo chamando para o debate seu oponente no segundo turno, Jair Bolsonaro (PSL). O vídeo foi acmpanhado, no Twitter, pela hashtag #VemProDebate.

A mensagem dura apenas 10 segundos. "Deputado Bolsonaro, vem contar pro povo brasileiro o que você fez durante 28 anos no Congresso Nacional. Vem pro debate", diz Haddad.

Na curta mensagem, a campanha petista busca ressaltar dois argumentos. O primeiro é de que Bolsonaro não pode chegar ao fim da campanha sem confrontar propostas com Haddad. O segundo é ressaltar que Bolsonaro não é uma novidade na política, pois há quase três décadas atua no Congresso Nacional.

Na quarta-feira (10/10), médicos do Hospital Albert Einstein afirmaram, após avaliar Bolsonaro no Rio de Janeiro, que o capitão reformado do Exército ainda não está apto para voltar à campanha e realizar debates. No entanto, os especialistas também disseram acreditar que, a partir da próxima semana, ele poderá voltar à campanha. Na ocasião, Haddad disse estar disposto a ir onde for necessário para debater com Bolonaro, "até a uma enfermaria".
 
"Por que entrevista pode e debate não?", questionou o petista. "Da onde saiu essa prescrição médica? Gostaria de entender melhor."

Haddad acusou ainda o candidato do PSL de espalhar mentiras dizendo que, durante os governo do PT, o Ministério da Educação distribuiu o chamado kit gay nas escolas. 

"Ele não conhece escola pública, ridícula essa manifestação. Por isso que foge dos debates", atacou Haddad. "Você acha certo ganhar voto mentindo contra seu oponente? Isso não tem nenhum cabimento."   
 
 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade