Publicidade

Correio Braziliense

Durante visita no Bope, Bolsonaro diz que capitães vão mandar no Brasil

Bolsonaro chegou e saiu sem falar com a imprensa. Segundo um assessor do presidenciável, a agenda no batalhão foi uma 'visita a amigos'


postado em 15/10/2018 13:51 / atualizado em 15/10/2018 14:15

O candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) vista o Bope no Rio de Janeiro (foto: Jair Bolsonaro/Redes sociais/Direitos Reservados )
O candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) vista o Bope no Rio de Janeiro (foto: Jair Bolsonaro/Redes sociais/Direitos Reservados )

 

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, foi à sede do Batalhão de Operações Especiais (Bope), em Laranjeiras, na zona sul do Rio na manhã desta segunda-feira (15/10). Bolsonaro chegou e saiu sem falar com a imprensa. Segundo um assessor do presidenciável, a agenda no batalhão foi uma "visita a amigos".

 

Por volta do meio-dia, um vídeo foi divulgado pela assessoria do candidato. Nas imagens, Bolsonaro, que é capitão da reserva do Exército, aparece dentro do quartel, no centro, cercado por policiais. Os homens do Bope são chamados de “caveira”. Ele posou para fotos ao lado dos policiais e fez um breve discurso para a tropa.


Durante o encontro, que durou aproximadamente duas horas, Bolsonaro discursou brevemente e tirou selfies com homens do Bope. "Podem ter certeza, em chegando (à Presidência), teremos um dos nossos lá em Brasília", afirmou. "Fizemos a segunda maior bancada em Brasília, sem televisão. Isso vem de gente como vocês. Então a gente tem que acreditar e tentar mudar, buscar fazer a coisa certa. Eu acho que isso é possível, afinal de contas não temos outro caminho."

Bolsonaro encerrou sua fala com o grito de "caveira", tradicional entre os homens do Bope. No fim, ainda brincou com um coronel que foi cumprimentá-lo. "Tô dando continência pro coronel, mas quem vai mandar no Brasil serão os capitães", disse, fazendo referência a sua patente como militar.

Antes de deixar a sede do Bope, Bolsonaro ainda almoçou com integrantes do pelotão.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade