Publicidade

Correio Braziliense

Pará elege Helder Barbalho e perpetua família no poder

Helder Barbalho é o principal herdeiro do clã que protagoniza a política local há 40 anos


postado em 28/10/2018 19:06 / atualizado em 28/10/2018 19:09

(foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
(foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
O Pará elegeu hoje para governador do estado o administrador Helder Barbalho, do MDB - principal herdeiro do clã Barbalho, que protagoniza a política paraense há 40 anos. Com 52,22% dos votos válidos, Helder derrotou o deputado estadual Marcio Miranda, do partido Democratas, que ficou apenas com 44,78% dos votos. As porcentagens consideram apuração de 92,17% das urnas apuradas. O plano de governo do candidato eleito tem como principal objetivo corrigir os problemas encontrados nos serviços públicos do estado. 

O mdbista se formou administrador e seguiu carreira nos cargos públicos. Já ocupou o posto de ministro da pesca e da agricultura, ministro-chefe da Secretaria Nacional dos Portos e ministro da Integração Nacional do Brasil. Sua participação na política, no entanto, vem de antes. Ele é membro do clã Barbalho, um grupo muito influente na política local. O seu pai, Jader Barbalho (MDB), por exemplo, já foi vereador de Belém, deputado estadual e governador do Pará. 

Barbalho promete ampliar a cobertura de saneamento básico e de abastecimento de água além de prever investimentos em saúde e a reavaliação dos gastos atuais com as administrações de hospitais regionais. Em seu plano de governo, ele chama de “propostas estruturantes” as medidas que dizem respeito à educação do estado. Reformar e terminar obras de escolas e investir no ensino superior são alguns dos pontos prometidos por Barbalho. 
 

Corrupção

O clã Barbalho também tem passagens discutíveis pela justiça. A família já esteve envolvidos em diversos esquemas de corrupção e alguns membros, inclusive Helder, já foram citados em delações premiadas da operação Lava Jato que envolviam repasse de dinheiro da construtora Odebrecht. O mais recente caso foi em maio, quando Jader e Helder passaram a ser investigados em inquérito no Superior Tribunal Federal (STF que apura repasses de R$ 40 milhões da J&F (empresa dos irmãos Joesley e Wesley Batista) para o MDB. 

Parabenização

O presidente Michel Temer divulgou note em que parabeniza o governador eleito do Pará. Temer ressaltou que, como ex-integrante do governo, obteve vitória expressiva no estado.
 
 
* Estagiário sob supervisão de Anderson Costolli 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade