Publicidade

Correio Braziliense

OEA: 'Diferenças políticas se resolvem de maneira institucional'

A chefe da missão da Organização dos Estados Americanos, Laura Chinchilla, defendeu o uso das urnas para resolver conflitos ideológicos


postado em 28/10/2018 19:25 / atualizado em 28/10/2018 20:00

(foto: Sergio Lima/AFP)
(foto: Sergio Lima/AFP)
A chefe da missão da Organização dos Estados Americanos, Laura Chinchilla, afirmou que o Brasil passa por uma eleição complicada. Ao lado de outras autoridades, a ex-presidente da Costa Rica defendeu o uso das urnas para resolver conflitos ideológicos.

"É preciso parabenizar os eleitores que foram às urnas em uma eleição que não era fácil para o Brasil. Diferenças políticas se resolvem de maneira institucional e através do exercício do voto", disse a chefe da OEA.

Por videoconferência, no Centro Integrado de Comando e Controle Nacional (CICCN), Laura Chinchilla e o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, conversaram com comandantes das operações de seguranças em alguns estados com os maiores colégios eleitorais do país, como São Paulo e Rio de Janeiro.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade