Publicidade

Correio Braziliense

Antonio Denarium é eleito ao governo de Roraima

O candidato do PSL obteve 53,50% dos votos válidos


postado em 28/10/2018 21:05

(foto: Divulgação)
(foto: Divulgação)
Em Roraima, Antonio Denarium (PSL) será o próximo governador de Boa Vista eleito com 53,50% dos votos válidos.  O candidato de Jair Bolsonaro e a onda conservadora conseguiram tirar mais um partido tradicional do poder, José Anchieta (PSDB) ficou atrás na disputa com 46,50% nas urnas. 

Novato no ramo da política, Denarium é empresário do setor imobiliário e pecuarista, natural de Goiânia-GO migrou para Roraima em 1991 e compõe os 11,42% de candidatos empresários que pleitaram cargos estaduais ou federais no Estado nesta eleição. O candidato promete que em Roraima trabalhará de uma forma “diferente de tudo o que se viu no Estado” e pediu que os que não votaram em sua legenda no primeiro turno “se unissem a família” na segunda etapa da disputa, mas assim como o seu candidato a presidência, não cumpre com a agenda de debates. 
 
 

O  discurso do “novo” e a onda conservadora comprometeram a candidatura de Anchieta (PSDB). Associada a “velha política”, nem o tempo de TV e a forte coligação política (com MDB, DEM, PSD, Democratas) ou o apoio de Romero Jucá - maior cacique de Roraima -, impediram a ascensão do PSL no Estado. O candidato foi governador do Estado, quando em 2007 o seu titular, Ottamar Pinto faleceu. Reeleito em 2010, renunciou para disputar vaga ao Senado. 
 
Mesmo com diferenças, o discurso dos candidatos convergiu para a segurança. Denarium defende mais cadeias e a classificação de detentos por grau de periculosidade. À categoria de policiais, os dois candidatos prometem salários em dia, tema que levou as esposas de policiais a protestarem nas ruas de Roraima. Apesar de estar a frente, Denarium perdeu 8 dos 15 municípios do Estado, todos do Norte, onde estão as maiores áreas indígenas criticadas por Bolsonaro.
 
* Estagiário sob supervisão de Anderson Costolli 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade