Publicidade

Correio Braziliense

Irônico, Bono compara Bolsonaro a demônio durante show do U2 em Belfast

O cantor também afirmou que carnaval vai se transformar em 'parada militar' com a eleição do novo presidente do Brasil


postado em 29/10/2018 17:56 / atualizado em 29/10/2018 18:33

Na turnê, Bono Vox se veste de demônio MacPhisto e faz críticas à política internacional(foto: Divulgação/Twitter)
Na turnê, Bono Vox se veste de demônio MacPhisto e faz críticas à política internacional (foto: Divulgação/Twitter)
 
Nas apresentações da atual turnê Experience & Innocence, o vocalista da banda U2, Bono, se veste de demônio MacPhisto e faz críticas à política internacional. No último domingo (28/10) em Belfast, na Irlanda do Norte, os alvos foram o presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro (PSL), o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte.

"Os demônios de MacPhisto estão tomando o poder ao redor do globo. Meu tipo de pessoa, como Donald, fazendo a América odiar de novo. Meu bonitão filipino, Rodrigo Duterte. Mesmo hoje, nesse dia de eleição. Duzentos milhões de pessoas prestes a ter seu carnaval transformado numa parada militar por um homem chamado Capitão Bossa Nova. Bolsonaro, não esqueçam o nome. Muitos nomes, mas apenas um rosto. O meu", disparou o cantor. 

Em seguida, Bono continua o discurso e emenda a música Acrobat, que contém os versos "Não acredite no que você ouve, não acredite que você vê. Se você fechar os olhos, pode sentir o inimigo". Um fã que estava na apresentação gravou um vídeo e postou no YouTube, confira:


Nas redes sociais, usuários repercutiram o ocorrido. 



Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade