Publicidade

Correio Braziliense

Jornalistas serão barrados em evento com Bolsonaro na Câmara dos Deputados

Em nota, a Direção-Geral do Senado afirmou que os profissionais de comunicação não poderão acessar o plenário da Câmara, onde estará o presidente eleito e as autoridades


postado em 05/11/2018 19:44 / atualizado em 05/11/2018 20:07

(foto: Minervino Junior/CB/DA Press)
(foto: Minervino Junior/CB/DA Press)

O Congresso Nacional sedia nesta terça-feira (6/11) a Sessão Comemorativa dos 30 anos de Promulgação da Constituição Federal. O evento contará com autoridades, parlamentares, inclusive o deputado Jair Bolsonaro, presidente eleito do Brasil. Apesar de o encontro ser aberto à imprensa, a Direção-Geral do Senado, que organiza as reuniões do Congresso, proibiu a entrada de jornalistas, fotógrafos e cinegrafistas no Plenário da Câmara. A solenidade começará às 10h. 

Em uma nota distribuída internamente, o órgão escreveu que "o acesso ao plenário será restrito às autoridades, parlamentares, e servidores (as) autorizados (as). Assessorias parlamentares deverão se dirigir às galerias para assistir à sessão". A Polícia Legislativa do Senado, responsável pela segurança nesses tipos de evento, confirmou a restrição.  

Procurada, a assessoria do Senado reafirmou que os profissionais da imprensa não terão acesso ao plenário. "No entanto, estarão assim distribuídos: Salão Branco (Chapelaria), local de entrada dos convidados; Salão Verde (Câmara); e Salão Azul (Senado), nas imediações da Presidência do Senado". Em nota, a assessoria afirmou, também, que a galeria do plenário também poderá ser ocupada pelos jornalistas, local de onde poderão presenciar toda a sessão.

O esquema de segurança no Congresso é comum quando o presidente da República e autoridades dos Três Poderes se reúnem na Casa. Contudo, a medida de proibir a entrada da imprensa no plenário é distinta da postura adotada pelo Congresso em sessões anteriores. Na posse presidencial de outros presidentes e votações importantes, como o impeachment da petista Dilma Rousseff, jornalistas não foram proibidos de realizar a cobertura dentro do plenário.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade