Publicidade

Correio Braziliense

Bolsonaro vem a Brasília e pode anunciar novos nomes de seu governo

Bolsonaro volta hoje a Brasília e terá encontros com membros do Judiciário. Há expectativa pelo anúncio de nomes para ministérios


postado em 20/11/2018 06:00

Bolsonaro deve visitar a Granja do Torto, que servirá de residência oficial temporária para a família até a posse(foto: Sergio Lima/AFP - 14/11/18 )
Bolsonaro deve visitar a Granja do Torto, que servirá de residência oficial temporária para a família até a posse (foto: Sergio Lima/AFP - 14/11/18 )
O presidente eleito, Jair Bolsonaro, desembarca hoje em Brasília para dar continuidade à terceira semana da equipe de transição para o ano que vem. Desta vez, entre os desafios está articular uma boa relação com membros do Judiciário e com o Congresso Nacional — que se mobiliza para definir candidatos à Presidência da Casa — e indicar ao menos três nomes que faltam para chefiar pastas do Executivo.

Assim que chegar a Brasília, Bolsonaro terá uma reunião com o ministro da Transparência e Controladoria-Geral da União, Wagner Rosário. O encontro ocorrerá no Salão Presidencial, na Base Aérea. Às 11h, o compromisso será com o futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, no Centro Cultural Banco do Brasil, onde a equipe de transição está instalada. A expectativa, para esta semana, é da indicação para os ministérios da Infraestrutura, da Saúde e da Educação.

À tarde, Bolsonaro terá audiência com a Associação das Santas Casas do Brasil e encontros com autoridades do Judiciário — o ministro Raimundo Carreiro, do Tribunal de Contas da União, será o primeiro a ser recebido pelo presidente eleito. Depois, ele seguirá para Procuradoria-Geral da República (PGR), onde fará uma visita de cortesia à procuradora-geral Raquel Dodge.

Amanhã, há a previsão de que o presidente eleito se reúna com os governadores eleitos e reeleitos do Nordeste. Na semana passada, o governador do Piauí,  Wellington Dias (PT), confirmou o encontro. Segundo ele, todos têm pautas específicas para tratar com o governo federal.

Na quinta-feira, após comparecer a um casamento, Bolsonaro, com a mulher, Michelle de Paula, deve visitar a Granja do Torto, que servirá de residência oficial temporária para a família até a posse presidencial em 1º de janeiro. Já na sexta, o presidente eleito irá a São Paulo, onde será submetido a uma bateria de exames, no Hospital Albert Einstein, para a retirada da bolsa de colostomia. A cirurgia de remoção da bolsa está prevista para 12 de dezembro.

Bolsonaro defende soberania e leis

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, conversou, ontem, por telefone, com o primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orbán. “Ele está muito contente com a nossa vitória (na eleição). Seremos grandes parceiros no futuro”, afirmou Bolsonaro sobre o líder direitista. Nas redes sociais, o presidente eleito declarou que, para o país voltar a crescer, nacional e internacionalmente, devem ser mantidos valores e princípios básicos. “O Brasil paraíso de criminosos e fonte de renda para ditaduras desumanas deverá dar lugar ao Brasil cujo brasileiro e as pessoas de bem serão nossa maior prioridade. Para voltarmos a crescer como nação, precisamos fazer valer nossa soberania e nossas leis. Devemos respeitar o mundo todo, mas também ser respeitados. Seremos um Brasil amigo, mas que tem seus valores e princípios básicos”, escreveu.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade