Publicidade

Correio Braziliense

PGR impede imprensa de acessar elevadores durante visita de Bolsonaro

Seguranças afirmaram que houve falha nos elevadores, no entanto, a reportagem do Correio averiguou que equipamentos funcionavam normalmente


postado em 20/11/2018 16:39 / atualizado em 20/11/2018 20:48

(foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)
(foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)
  
Seguranças da Procuradoria-Geral da República (PGR) impediram repórteres, cinegrafistas e fotojornalistas de acessarem os elevadores para subir até a cobertura da sede do órgão, na tarde desta terça-feira (20), em Brasília.

O caso ocorreu pouco antes da visita do presidente eleito, Jair Bolsonaro, que se encontra com a procuradora-geral da República, Raquel Dodge. Ao serem questionados pela imprensa, os seguranças afirmaram que os elevadores estavam quebrados.

No entanto, a reportagem do Correio acessou um dos elevadores e constatou que estava funcionando normalmente. Cinegrafistas e fotógrafos tiveram que subir de escadas carregando os equipamentos por cinco andares. 

Bolsonaro realiza uma série de visitas e antes de ir a PGR visitou o Tribunal de Contas da União (TCU).
 

Visita

É a primeira vez que o presidente eleito, Jair Bolsonaro, se reúne com a procuradora-geral da República, Raquel Dodge. Ele chegou na PGR por volta das 16h30. Ele já se encontrou com os presidentes dos Três Poderes e autoridades de outros órgãos. 

O futuro chefe do Executivo foi recepcionado por Dodge ao sair do elevador. Bolsonaro passou antes pelo Tribunal de Contas da União e a noite deve ir ao casamento do futuro ministro chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.
 

Nota de desculpas

Em nota oficial, a Secretaria de Comunicação Social da PGR alegou que a orientação para que os jornalistas se deslocassem pelas escadas não conincidu com ordens repassadas pela Segurança Institucional e pela administração do órgão. Confira o texto na íntegra: 

 
"A Secretaria de Comunicação Social da Procuradoria-Geral da República se desculpa pelo transtorno enfrentado por jornalistas na tarde desta terça-feira (20/11) durante o acesso ao prédio da PGR. A orientação de que os profissionais deveriam se deslocar pelas escadas não coincide com a ordem repassada pela Segurança Institucional, muito menos pela Administração da Procuradoria-Geral da República. Esclarece que o procedimento adotado foi uma atitude isolada de um dos seguranças e já está sendo apurado".


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade