Publicidade

Correio Braziliense

Escolha de Mandetta foi de Santas Casas, diz Bolsonaro

"A exemplo da Agricultura, eu acolhi a indicação dessas entidades que querem uma saúde realmente diferente", explicou o presidente eleito


postado em 20/11/2018 17:45

(foto: Sergio Lima/AFP)
(foto: Sergio Lima/AFP)
O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), afirmou em entrevista que o nome do ex-secretário de Saúde de Campo Grande (MS), Luiz Henrique Mandetta (DEM), para assumir o Ministério da Saúde foi uma indicação das Santas Casas, com quem se reuniu na manhã desta terça-feira (20/11).

“A escolha foi da bancada da saude da Câmara, das Santa Casas do Brasil, das mais variadas entidades médicas de todo o Brasil. Essa foi a indicação, a exemplo da agricultura, eu acolhi a indicação dessas entidades que querem uma saúde realmente diferente e fiz a escolha do Mandetta", afirmou.

Bolsonaro fez uma visita ao Tribunal de Contas da União (TCU), onde se encontrou com o presidente do órgão, o ministro Raimundo Carreiro, outros ministros do tribunal e alguns membros do Ministério Público. Durante o encontro, Bolsonaro voltou a criticar o programa Mais Médicos. “Há cinco anos, quando a MP do Mais Médicos chegou na Câmara, eu vinha criticando a questão de não poder trazer a família para cá, isso é desumano, a questão do salário e também de não ter uma comprovação mínima se são Médicos ou não. O Temer está tomando providências no tocante a isso e vai ser normalizado brevemente", comentou.

Bolsonaro está em Brasília em mais uma semana de transição. Na reunião com integrantes do TCU, o futuro presidente elogiou a capacidade do órgão em antecipar problemas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade